Quem somos

A Sociedade Ibérica de Ecologia (SIBECOL) agrupa investigadores e profissionais portugueses e espanhóis de todas as áreas da ecologia (teórico, terrestre, marinha e de águas continentais) e tem como missão fomentar a Ecologia e dar a conhecer os trabalhos científicos que se estão a realizar em campos distintos. A SIBECOL promove a divulgação dos avanços da Ecologia na sociedade, impulsiona a formação dos jovens investigadores e a transferência do conhecimento científico ecológico. Assim, a Sociedade Ibérica de Ecologia pretende ser uma plataforma de  interacção e de tomada de posição entre distintos âmbitos da ecologia, com o fim de conseguir uma maior projecção internacional das investigações e um maior peso na defesa e difusão dos valores ecológicos e de sustentabilidade a nível ibérico.
 
A SIBECOL foi constituída em Julho de 2018 e foi promovida pelas equipas Directivas das diferentes associações científicas espanholas e portuguesas, la Asociación Española de Ecología Terrestre (AEET), la Asociación Ibérica de Limnología (AIL), la Sociedade Portuguesa de Ecologia (SPECO) y la Sociedad Española de Etología y Ecología Evolutiva (SEEEE). Para além disso, la SIBECOL conta com a participação de ecólogos marinhos pertencentes a distintas entidades ibéricas, particularmente espanhóis, que não estavam agrupados en nenhuma sociedade.
 
Fomentando o seu carácter multidisciplinar e transversal e promovendo a participação em particular dos sócios mais jovens, a Sociedade Ibérica de Ecologia, realiza as seguintes actividades:


a) Reuniões científicas de carácter geral e de temática específica, ciclos formativos, seminários, cursos, “workshops”, conferências, excursões, exposições, apresentações e todo o tipo de actividades educativas e científicas.

b) Edição e gestão de publicações e outros sistemas de divulgação da ecologia e meio ambiente a outros investigadores e à sociedade em geral.

c) Desenvolvimento e actualização de conhecimentos e métodos, através de grupos de trabalho em diferentes temas dentro do campo da Ecologia.

d) Apoio a instituições públicas que necessitem de informação para a tomada de decisões ligadas ao meio ambiente e sua sustentabilidade.